Parceiros
G. a S.
Olá Convidado! Voce gostou do forum Escola de Magia e Bruxaria? Gostaria de fazer parte dessa equipe e tornar Parceiro nosso? Então faça o seguinte. Mande uma mensagem ao nosso Tópico de Parcerias e espere um de nossos representantes para atende-lo, OU, Mande uma MP para o Administrador MasterThe Magic pedindo "parceria" junto com seu banner e o link de seu site. Estaremos no aguardo, caso queira adiantar, copie nosso Banner que fica logo abaixo. Obrigado e tenha otimo RPG!

- NOSSO BANNER-

Plataforma 9³/4

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Plataforma 9³/4

Mensagem por The Prophecy em Sab Ago 02, 2014 5:42 pm




»Plataforma 9 e 3/4



Através desta barreira, naturalmente, encontra-se a Plataforma Nove e Meia, local do famoso Expresso de Hogwarts.Um olhar para trás na barreira revela um arco feito de ferro com as palavras “Plataforma 9³/4” e a locomotiva vermelha soltando fumaça, um sinal anuncia que o expresso de Hogwarts parte às onze horas em ponto.




avatar
The Prophecy
Administrador
Administrador

Mensagens : 167
Data de inscrição : 27/07/2014

Ficha Bruxa
Varinha:: Varinha das Varinhas
Ano Escolar::
Itens::

Ver perfil do usuário http://harrypotteronlinerpg.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plataforma 9³/4

Mensagem por Eragon L. Dumbledore em Dom Ago 03, 2014 12:08 am


Dumbledore
Hogwarts, Hogwarts, Ó querida Hogwarts...

"Eu sabia. Sempre soube que era diferente, toda vez que eu fazia aquelas coisas com a mente que deixavam meus amigos atordoados e com medo de mim. Todo o meu passado foi um problema, não poderia ser normal." E estes pensamentos iam e viam para minha mente enquanto eu estava me preparando para ir no lugar em que a carta mencionara como Estação King's Cross, Londres. Suspirei baixo e balancei a cabeça negativamente, estava em casa, meus pais eram bruxos e nunca me contaram isso, acharam que era melhor eu saber de uma hora para outra, não me preparei emocionalmente e o que me salvara é apenas a parte física, sentia cada célula do meu corpo em excitação só com a ideia de aprender feitiços e conjurá-los, meus pais explicaram tudo de última hora.

Eu vivi em uma família de bruxos durante 12 anos e não sabia, meus pais se chamam Aberfoth e Lillian Dumbledore, sim, eu sou um Dumbledore. Por causa de meu sobrenome eu sei que vou ser superestimado em Hogwarts e meu pai deixara claro que meu primo é o Diretor do colégio e meu tio, que já morreu, era o antecessor dele e também o bruxo mais famoso que já existira, Alvo Dumbledore. Estava a par de tudo que meus pais diziam e sabia que uma hora ou outra eu iria saber disso, minha mãe não é uma bruxa tão extraordinária quanto o meu pai, ou meu tio e quem sabe até mesmo meu primo, mas ela possui um poder que os três desconhece: O Amor Maternal, e este poder dá a ela a habilidade de não temer nada enquanto estou em perigo, não terá medo de correr risco algum para salvar a minha vida e isto é uma habilidade que ninguém poderá tirar dela, exceto eu.

Mais uma noite se passara e eu estava na véspera de ir para a Estação King's Cross em busca do tal Expresso Hogwarts na maldita plataforma 9³/4 - que eu ainda acho impossível de se existir, mas se eu sou um bruxo e tudo isso está acontecendo, quem sabe né...? - Não faço ideia de onde encontra-la, só sei que meus pais irão me deixar lá e eu irei orgulha-los na escola assim como eles orgulharam meus avós e também mostrarei que não serei um simples Dumbledore, mostrarei a todos que serei mais forte até que meu tio, Alvo Percival Wulfrico Brian Dumbledore.

Existiam cinco tipos de feitiços: Azarações, Encantamentos, Transfiguração, Magia Branca e Magia Negra. Não via a hora de usar cada uma delas, menos a Magia Negra. Após arrumar o meu malão, era a hora de ir para a Estação. Meus pais disseram que era na Plataforma 9³/4 e arregalei os olhos, não existe isso de 9³/4, ou é 9 ou é 10. Após sairmos de casa e passarmos uns trinta minutos no carro, chegamos finalmente na Estação, ainda não entendia aquilo de Plataforma 9³/4 e não sabia se charíamos lá até ver dois garotos passarem numa parede que ficava entre a plataforma 9 e a 10. Arregalo os olhos após passar as mãos tentando "limpá-los" da ilusão e percebo que é verdade meus pais acenaram para a plataforma e então fui correndo com o carrinho, fechei os olhos e quando tornei a abri-los, estava em um lugar diferente com muitas vozes, eram os pais dos outros alunos que iam para Hogwarts, um enorme trem vermelho e preto estava estacionado lá e muita fumaça saía dele. Vou até uma cabine e entro lá.

Notes: Bláblá  ❥Tagged: Você ❥Words: Blá ❥Wearing: Isto!
thanks weird for


Última edição por Eragon L. Dumbledore em Dom Ago 03, 2014 1:49 am, editado 1 vez(es)

_________________

Dumbledore

"Experlliarmus"
I ♥️ Lollita
avatar
Eragon L. Dumbledore
Grifinória
Grifinória

Mensagens : 13
Data de inscrição : 02/08/2014

Ficha Bruxa
Varinha:: Pilritero e Escamas de Dragão, 25 cm e Flexiviel
Ano Escolar:: 1° Ano
Itens::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plataforma 9³/4

Mensagem por Carolyn N. D'Aqua em Dom Ago 03, 2014 1:31 am


We got carried away...
✖Usando: Isso
✖Notes: Buy

Dor é uma sensação desagradável, que varia desde desconforto leve a excruciante, associada a um processo destrutivo atual ou potencial dos tecidos que se expressa através de uma reação orgânica e/ou emocional. A dor é mais que uma resposta resultante da integração central de impulsos dos nervos periféricos, ativados por estímulos locais. De fato a dor é uma experiência sensorial e emocional desagradável associada a uma lesão real ou potencial, ou descrita em termos de tal. Já o sofrimento é qualquer experiência aversiva (não necessariamente indesejada) e sua emoção negativa correspondente. Ele é geralmente associado com dor e infelicidade, mas qualquer condição pode gerar sofrimento se ele for subjetivamente aversiva. Antônimos incluem felicidade ou prazer. Dor e sofrimentos, as únicas duas coisas que Carolyn experimentara na vida toda. Seus antônimos não era conhecidos pela garota, prazer? Oh aquilo não significava nada para a garota. Felicidade? Isso existia? Não no mundo de Carolyn e de sua irmã. Pelo menos não até agora...

O dia finalmente havia chegado. Carolyn finalmente entraria para Hogwarts, sua salvação, a salvação de sua pequena protegida, Coralina. Era tudo o que precisava, ela precisava daquilo tanto quanto precisava de ar. Sua mala estava pronta com cada coisinha no lugar e agora ela fazia o malão de Coralina, mesmo sabendo que a irmã tinha a mesma idade que ela a garota não podia parar de se sentir mais velha, responsável por Coralina de certo modo. A porta do quarto estava trancada, e Coralina dormia a seu lado, Carolyn não queria acordá-la, havia sido uma noite difícil para ambas. O pai havia lhes infligido mais um de seus castigos diários, mas com uma força maior desta vez. Carolyn tivera que passar maquiagem em praticamente toda a perna, e costas. Seus joelhos ainda ardiam, mas ela continuava de pé fazendo as malas da irmã. Com cuidado a garota terminou a mala da outra e a fechou, com um longo suspiro ela caminhou até o outro lado da cama e sacudiu Coralina com carinho - Cora...? Você precisa acordar...Precisamos ir. - Sim, elas precisavam sair dali. Não era questão de querer.


Um som forte fez a garota pular no lugar e xingar alto. O pai havia chegado, ela podia sentir o cheiro da bebida. Teve que respirar fundo e juntar forças para levar os malões até a porta do quarto. assim com as outras coisas. - Cora? Eu vou indo...Fique com a porta fechada, ele não vai te incomodar porque vai dormir...Assim que tomar banho vá para a plataforma entendeu? Eu te esperarei do outro lado. - Mesmo com o coração na mão de deixar a irmã sozinha, Carolyn precisava ir e sabia que o pai não tentaria nada. Ele sempre dava uma folga para ambas nas tardes. O nojo corroía Carolyn enquanto ela arrastava suas coisas para fora do quarto, então para fora da casa e logo para o carro. Em alguns minutos já estava na plataforma agradecendo por morar tão perto da estação. Os saltos batiam no chão provocando um barulho alto que era abafado pelo som a sua volta. Era estranho puxar um malão pela plataforma, todos dirigiam o olhar a garota e ela não se importava de verdade. Seus cabelos trançados traziam um louro dourado como enfeite, a saia rodada lhe deixava as pernas a mostra, pernas que escondiam roxos e machucados com maquiagem. A camisa trazia uma imagem de uma boca, pintada com o batom quase da mesma cor que o que a garota usava. Ela não parecia com nenhuma das novatas de Hogwarts...Mas era mais uma, só mais uma na multidão.

A parede que se erguia a sua frente era sua saída, sua salvação, ela iria atravessar aquela parede e iria se ver livre de tudo e todos. Se ver livre do pai e de seus abusos, ser ver livre dos machucados, da dor e do sofrimento. Seria ela e a irmã contra o mundo. A garota respirou fundo e correu em direção a parede atravessando ela. O sentimento foi estranho, como um puxão no umbigo, porém lhe trouxera um certo sentimento desconhecido até então, talvez alivio? Ela não saberia responder. Um sorriso se formou em seu rosto. - Você não pode mais me tocar... - Murmurou para o vento com um sorriso satisfeito, mesmo sabendo que o alvo não era o vento, a terra ou o ar e sim seu pai. Seu tão odiado pai. Que lhe forçara a ser uma garota crescida antes do tempo, que lhe rompera a juventude de forma bruta e suja. Mas agora aquilo estava no passado e tudo que importava era o futuro.




We <3 Queen Luh


_________________

Carolyn Nirady  D'Aqua


Filha do suquinho♡ Inglesa♡ Preferida do tio Fabulosa♡ Namorida da Charlotte ♡Abençoada por Afrodite.
   
WOMH
avatar
Carolyn N. D'Aqua
Sonserina
Sonserina

Mensagens : 16
Data de inscrição : 02/08/2014

Ficha Bruxa
Varinha:: Jacarandá fio de cabelo de Veela
Ano Escolar:: 1° Ano
Itens::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plataforma 9³/4

Mensagem por Merida Targaryen em Seg Ago 04, 2014 12:22 am


break on through to the other side

A brisa do mar passava pelos meus cabelos com suavidade, como se uma mão estivesse acariciando eles. O cheiro da maresia inundava minhas narinas e o ar gélido fazia um arrepio subir por toda minha espinha. Meus pés pisavam a areia branca daquela praia e meus olhos percorreram toda a costa. Estava sozinha, porém a solidão não me desagradava. Por vezes estar sozinha era bom para pensar, me distanciar das futilidades do mundo.
- Merida. - uma voz disse, porém não estava ali ninguém. Pelo menos que eu conseguisse ver. - Merida.
A voz chamou de novo e meus olhos se abriram.
- Merida acorde querida, vai chegar atrasada e perder o trem! - minha mãe falou, abrindo a janela e deixando o sol iluminar o quarto. Tapei os olhos com a almofada e falei qualquer coisa que nem eu percebi. - Merida! - ela chamou mais uma vez e finalmente eu me levantei, caminhando devagar até o banheiro. Depois de estar pronta desci para tomar o café da manhã. Meu pai já estava sentado lendo o Profeta. - Bom dia querida. - ele falou sem desviar os olhos do jornal. Eu sabia que ele era um homem bastante ocupado mas essa falta de interesse na própria filha me deixava um pouco triste. Apesar de isso, eu me mostrava indiferente a suas atitudes, ignorando e tentando me distrair com outras coisas.
Servi o suco de laranja num copo e coloquei um pouco de doce de morango nas tostas. Me perguntei se em Hogwarts também tinham doce de morango.
- Preparada para o início das aulas? - meu pai disse, colocando o jornal sobre a mesa. Aquela pergunta me surpreendeu, não era normal todo aquele interesse.
Apenas encolhi os ombros como resposta, levando ele a fazer outro comentário. - Não está com muita vontade de falar hoje.
Acabei de mastigar o pedaço de pão que tinha na boca e bebi um pouco de suco. - Sim, estou preparada. - disse, respondendo a sua pergunta.
Meu pai me olhou de uma maneira estranha, quase me intimidando. - Espero que você fique na Sonserina. Toda  a família pertenceu a Sonserina, seria uma desonra se o contrário acontecesse.
Aquela não era a primeira vez que meu pai falava naquele assunto. Ele me pressionava tanto que quase parecia que eu tinha alguma chance de escolher minha casa...
- Não precisa se preocupar.
Terminei meu café da manhã e me sentei no sofá da sala, onde estavam minhas malas já prontas, assim como minha coruja.
- Pronta querida? - minha mãe disse, estendendo sua mão. Eu assenti afirmativamente com a cabeça e segurei sua mão na minha, meu pai surgindo do outro lado e me estendendo a sua. Assim que toquei ela aparatamos bastante perto de King's Cross, porém num local escondido o suficiente para não sermos vistos por trouxas.
Caminhamos em silêncio até a famosa placa que assinalava a plataforma.
Meu pai colocou sua mão no meu ombro e disse: -  Minha querida tenha cuidado! Hogwarts tem perigos que você não imagina!
Suspirei evitando o contato visual com ambos e atravessei a parede, levando minha bagagem comigo.
A plataforma estava cheia de alunos e pais que se despediam deles à medida que iam entrando no trem.
Eu própria entrei, procurando uma cabina vazia para poder me sentar e quem sabe até dormir um pouco. Pouco tempo depois encontrei uma. Arrumei minha bagagem e me sentei, apoiando meu rosto na mão e olhando através da janela.

NOTES, WORDS, ETC HERE
CREDITS @

avatar
Merida Targaryen
Sonserina
Sonserina

Mensagens : 15
Data de inscrição : 29/07/2014

Ficha Bruxa
Varinha:: Pilritero e Escamas de Dragão, 25 cm e Flexiviel
Ano Escolar:: 1° Ano
Itens::

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Plataforma 9³/4

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum